Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Anatel: fake news que associam riscos à telefonia móvel não têm respaldo técnico
Agência Telebrasil
12/08/2019

“Usamos WiFi em casa em frequências de 2,4 GHz e 5 GHz, e esta é ainda mais alta do que teremos no 5G, em 3,5 GHz. Então [o risco] é algo que não faz sentido tecnicamente falando”, afirma o gerente de Espectro, Órbita e Radiodifusão, Agostinho Linhares.

Das causas infundadas para o extermínio de 500 pássaros na Holanda ao projeto de lei que sugere a proibição do 5G no Brasil, a nova onda começou a sofrer de um mal recorrente: os mitos que circundam avanços tecnológicos voltaram à tona. Como esclarece o gerente de Espectro, Órbita e Radiodifusão da Anatel, Agostinho Linhares, doutor em Engenharia Elétrica, são temores repaginados que não fazem sentido do ponto de vista técnico.

"É algo requentado em função de estudos lá do final dos anos 1990, início dos anos 2000, quando o celular foi amplamente difundido, que mostrava que o tecido humano, qualquer material, acaba aumentando sua condutividade com a frequência – maior a frequência, maior a conectividade", diz. "Mas os estudos esqueceram um detalhe importante, do efeito pelicular que, quanto maior a frequência, menos a onda penetra (na pele). Quanto maior a frequência, menos aquela onda que incide penetra. Essa preocupação envolve muita desinformação."

À Newsletter da Telebrasil, Linhares lembra que as ondas eletromagnéticas estão por toda a parte e são intensamente utilizadas diariamente, dentro de casa. “Associar a tecnologia a um efeito na saúde seria muito estranho. O 3,5 GHz é utilizado no Brasil. Mas como agora é 5G, é como se o corpo da pessoa respondesse de maneira diferente a uma ou outra tecnologia. Isso não faz sentido”, ressalta.

"O que o corpo recebe é um sinal eletromagnético com uma determinada intensidade. Então, não interessa se é 5G ou se é WiFi. E não podemos esquecer que nas nossas residências usamos 2,4 GHz e 5 GHz, e esta é uma frequência ainda mais alta do que teremos no 5G, em 3,5 GHz. Então, é algo que não faz sentido tecnicamente falando."

Como afirma ainda o gerente da Anatel, o uso de radiação eletromagnética não é regulado apenas como alvo de normas específicas relacionadas à saúde. "A ICNIRP engloba profissionais independentes que definem recomendações. E, nesse caso, tem uma diretriz da ICNIRP referendada pela Organização Mundial de Saúde com os níveis que garantem a proteção das pessoas."" Assistam à entrevista com o gerente de Espectro, Órbita e Radiodifusão da Anatel, Agostinho Linhares.

Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações
ICNIRP - International Commission for Non-Ionizing Radiation Protection, ou Comissão Internacional para Proteção contra Radiações Não Ionizantes

LEIA TAMBÉM:

04/12/2019
Comissão da Câmara aprova silêncio positivo em 90 dias para antenas de celular

04/12/2019
Uma cidade inteligente só funciona com conectividade, diz Ferrari em audiência no Senado

03/12/2019
Portal Fique Antenado! tem MCTIC e Anatel como incentivadores

03/12/2019
SindiTelebrasil lança página Fique antenado! com informações sobre antenas

29/11/2019
SindiTelebrasil promove fórum Cidades Amigas da Internet

26/11/2019
SindiTelebrasil lança cartilha sobre antenas de celular em encontro de prefeitos

12/11/2019
Câmara de Belo Horizonte discute lei das antenas municipal

07/11/2019
Brasil tem 4 mil antenas na fila do licenciamento municipal

01/11/2019
SindiTelebrasil participa de audiência pública na Câmara para discutir regras para licenciamento de antenas

03/10/2019
Sem conectividade, Brasil fica ainda mais longe da economia digital




Portal Fique Antenado! tem MCTIC e Anatel como incentivadores

Portal, produzido pelo SindiTelebrasil, foi endossado pelo governo e pelo órgão regulador como forma de fomentar a conectividad ...

LEIA MAIS



SindiTelebrasil lança página Fique antenado! com informações sobre antenas

Página reúne conteúdos e dicas para esclarecer a população, prefeituras e vereadores sobre a instalação de antenas de celular e ...

LEIA MAIS



Comissão da Câmara aprova silêncio positivo em 90 dias para antenas de celular

PL 8.518/17 busca retomar o ponto vetado na Lei Geral de Antenas de 2015, ao prever a autorização tácita para instalação de inf ...

LEIA MAIS



Uma cidade inteligente só funciona com conectividade, diz Ferrari em audiência no Senado

O presidente-executivo do Sinditelebrasil, Marcos Ferrari, participou nesta quarta-feira (4/12) de audiência pública na Comissã ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte