Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Belo Horizonte precisa atualizar sua legislação para ter conectividade, indústria 4.0 e economia digital
Agência Telebrasil
03/10/2019

A legislação atual para telecomunicações da capital mineira é inadequada e burocrática, afirma o vice-presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Teodomiro Camargos. O vereador Gabriel Azevedo (PHS/MG) diz que Belo Horizonte precisa fazer muito mais para ser classificada como cidade digital. "Sem antena, não há conectividade, não há inteligência".

Fórum Cidades Inteligentes, IoT e Conectividade: Perspectivas e desafios

A legislação atual para Telecomunicações em Belo Horizonte é inadequada, burocrática e provoca uma estagnação no desenvolvimento econômico, afirmou o vice-presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Teodomiro Camargos, ao participar do Fórum  Cidades  Inteligentes,  IoT  e  Conectividade:  Perspectivas e Desafios, que acontece nesta quinta-feira, 03/10, na capital mineira, realizado pelo SindiTelebrasil e pela FIEMG para debater conceitos  e  soluções  tecnológicas  para  criar  um  ambiente  digital  que  favoreça  a  modernização  da  gestão  pública,  o  empreendedorismo  e  o  desenvolvimento econômico, além da prestação de serviços aos cidadãos em diversas áreas.

"Belo Horizonte precisa mudar a sua matriz econômica para se adequar à era digital. E a nossa legislação é antiga, defasada e ficou parada no século retrasado", pontuou Teodomiro Camargos. Ele lembrou que, em novembro, Minas Gerais vai implantar uma plataforma para conectar os seus 853 municípios para fomentar a oferta de serviços mais inteligentes. "E sem conectividade esse projeto perde muito a sua valia", sinalizou. O vice-presidente da FIEMG lamentou o fato de Belo Horizonte estar nas últimas posições no Ranking das Cidades Amigas da Internet, produzido pela Teleco. "Essa posição é muito inadequada no momento vivido pelo Estado".

O vereador Gabriel Azevedo (PHS/MG), ao representar a presidente da Câmara dos Vereadores de Belo Horizonte, vereador Nely Aquino (PRTB/MG), observou que Belo Horizonte está muito longe de ser uma cidade digital e inteligente. Muito porque tem uma legislação arcaica e atrasada para a infraestrutura de conectividade. "Cidade inteligente não é só conectividade, mas não existe sem ela", afirmou o vereador. Segundo ainda Gabriel Azevedo, Belo Horizonte precisa entender que a competição por desenvolvimento não é mais local ou mesmo no País, ela é global e exige novas ferramentas de competividade como o é a conectividade.

Belo Horizonte ocupa a 97ª posição, entre os 100 maiores municípios brasileiros em população, no Ranking das Cidades Amigas da Internet, perdendo quatro posições em 2019 em relação a 2018. Entre as capitais de Estado, Belo Horizonte só fica à frente da cidade de São Paulo que ocupa a lanterna do ranking, mostrou o presidente da Teleco e responsável pelo estudo, Eduardo Tude.

O consultor observou que sete das 10 cidades que subiram posições no ranking o fizeram porque atualizaram as suas legislações como Porto Alegre no ano passado. Para avançar, Belo Horizonte precisa, entre outras mudanças, acelerar o prazo de autorização de instalação de antenas. "Uma small cell, que amplia a cobertura do sinal, leva uma hora para ser instalada por uma prestadora, mas está levando mais de seis meses para ser liberada. É muita burocracia", exemplificou Eduardo Tude.

LEIA TAMBÉM:

04/10/2019
Belo Horizonte se prepara para atualizar legislação de antenas

03/10/2019
Sem conectividade, Brasil fica ainda mais longe da economia digital

03/10/2019
Belo Horizonte precisa atualizar sua legislação para ter conectividade, indústria 4.0 e economia digital

02/10/2019
Belo Horizonte sedia fórum para debater novas tecnologias e desafios para a instalação de antenas de celular

20/09/2019
Representantes do MCTIC, da Anatel e especialistas participam em BH do Fórum Cidades Inteligentes, IoT e Conectividade

10/09/2019
Fórum debate novas tecnologias e desafios para a instalação de antenas de celular em BH

09/09/2019
Antenas estão em todo lugar e não são um risco à saúde

09/09/2019
Fake news sobre antenas reforçam a importância de debater tecnologia nas comissões de C&T

12/08/2019
Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

12/08/2019
Anatel: fake news que associam riscos à telefonia móvel não têm respaldo técnico


 

Setor de telecom lança campanha de sustentabilidade pela fatura digital

Todos os meses, 76 milhões de clientes de serviços de telecom ainda recebem a fatura impressa. Em média, são 152 milhões de fol ...

LEIA MAIS



Bolsonaro: "Temos uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil"

Presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou que a Lei 13.879/19, que atualizou o marco Legal de Telecom, vai proporcionar ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte