Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Telefonia móvel gerou 31 milhões de empregos no mundo em 2018
Agência Telebrasil
09/09/2019

As vagas se dividem entre oportunidades diretas e indiretas, salienta estudo da GSMA. A economia móvel gerou US$ 3,9 trilhões, ou cerca de R$ 15,8 trilhões, o que significa a 4,6% do PIB global. O 4G se consolida como o principal padrão de conexões e dispositivos móveis no mundo.

A economia móvel gerou US$ 3,9 trilhões, ou cerca de R$ 15,8 trilhões, em contribuições para o conjunto da economia em 2018, segundo apura o estudo Economia Móvel 2019, da GSMA, entidade que reúne operadoras e fabricantes de telecomunicações. O montante equivale a mais de duas vezes o Produto Interno Bruto do Brasil em 2018, que ficou em R$ 6,8 trilhões. O valor é correspondente a 4,6% do PIB global.

Até 2023, a estimativa da GSMA é que essa participação oscile e chegue a 4,8% da riqueza produzida no planeta. Pelos cálculos da entidade, o segmento de telefonia móvel gerou 14 milhões de empregos diretos e outros 17 milhões de indiretos. Ainda conforme o levantamento, em todo o planeta, 5,1 bilhões de pessoas usam algum tipo de aparelho celular. O número equivale a cerca de 67% da população mundial.

Se por um lado a penetração desses dispositivos é alta, por outro o crescimento tem desacelerado e deve ficar na taxa de 1,9% pelos próximos anos. A estimativa é que até 2025 o número de pessoas com esse tipo de serviço aumente em 710 milhões, chegando a 5,8 bilhões. Pelas previsões da entidade, este total deve equivaler a 71% da população.

O crescimento da base de assinantes deve vir sobretudo da Ásia (cerca de metade dos novos usuários) e da África subsaariana (cerca de 25%). A projeção é que um contingente de cerca de 30% de todo o planeta deve permanecer sem condições de fazer uso deste produto nos próximos anos. No recorte por região, com o maior percentual de celulares está a Europa, com 85%.

Em seguida vêm Comunidade dos Estados Independentes (80%), América do Norte (83%), América Latina (67%), Ásia e Pacífico (66%), Oriente Médio e Norte da África (64%) e África Subsaariana (45%). A variação da penetração dos celulares evidencia a persistência de desigualdades regionais no acesso a essa tecnologia.

O ano de 2018 marcou a hegemonia do 4G, que se tornou o principal padrão de conexões de dispositivos móveis no mundo, chegando a 3,4 bilhões, o equivalente a 43% do total. Do conjunto da base, 29% eram de conexões 2G e 28%, de 3G. Em 2025, a projeção da GSMA aponta que o 4G deve estar em 60% dos serviços.

De acordo com o relatório, o 5G, deverá contar, em 2025, com 1,4 bilhão de conexões, ou cerca de 15% da base total. A GSMA projeta ainda que as redes 5G vão agregar US$ 2,2 trilhões (cerca de R$ 8,9 trilhões) na economia global nos próximos 15 anos. Em 2025, a projeção é que a adoção da nova tecnologia móvel esteja mais avançada na Coreia do Sul, no Japão, nos Estados Unidos e na China.

LEIA TAMBÉM:

09/10/2019
Mudanças incentivam novas redes e melhores serviços

09/10/2019
Uma lei voltada para o futuro

08/10/2019
Bolsonaro: "Temos uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil"

08/10/2019
Sociedade é quem ganha com o novo marco legal de telecom

08/10/2019
Lei abre espaço para a expansão da banda larga

08/10/2019
País sai do atraso com o avanço das telecomunicações

08/10/2019
Anatel: agora é conciliar os interesses público e privado

08/10/2019
Revisão do marco legal de telecom traz segurança jurídica aos investimentos

08/10/2019
Novas regras vão garantir os empregos do futuro

07/10/2019
Ferrari participa do lançamento do projeto piloto para integrar Consumidor.gov.br ao Processo Judicial Eletrônico


 

Setor de telecom lança campanha de sustentabilidade pela fatura digital

Todos os meses, 76 milhões de clientes de serviços de telecom ainda recebem a fatura impressa. Em média, são 152 milhões de fol ...

LEIA MAIS



Bolsonaro: "Temos uma oportunidade ímpar de mudar o Brasil"

Presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou que a Lei 13.879/19, que atualizou o marco Legal de Telecom, vai proporcionar ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte