Agência Telebrasil
Expediente
Telebrasil



O SindiTelebrasil agora é Conexis Brasil Digital. Saiba mais.

Brasil cai duas posições no Índice Global de Inovação
Agência Telebrasil
25/07/2019

País ocupa, agora, a 66ª no principal ranking do segmento, publicado anualmente pela Universidade Cornell, pelo INSEAD e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). Na América Latina, Brasil fica atrás do Chile, da Costa Rica e do México.

Entre 129 países, o Brasil é o 66º mais inovador segundo o Índice Global de Inovação (IGI). O país perdeu duas posições em relação ao ano anterior, em que ocupava o 64ª lugar. Suíça, Suécia, Estados Unidos, Países Baixos e Reino Unido lideram o ranking divulgado nesta quarta-feira (24/7), em Nova Deli, na Índia. A China, por sua vez, segue em ascensão, agora em 14º lugar entre as nações mais inovadoras, ultrapassando o Japão (15º).

A classificação é publicada anualmente pela Universidade Cornell, pelo INSEAD e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). Um dos fatores determinantes para o resultado foi a piora na avaliação dos insumos para inovação, que são o conjunto de ferramentas disponíveis no país para o desenvolvimento da inovação - o Brasil caiu de 58º para 60º lugar. Por outro lado, o país teve leve melhora de posição no subranking de resultados da inovação, saindo de 70º para 67º.

Apesar de ser a maior economia da América Latina e Caribe, o Brasil é apenas o 5º mais inovador entre as 19 economias da região, e segue atrás de Chile (51º), Costa Rica (55º) e México (56º). "O progresso do desempenho em inovação ainda é lento na América Latina e no Caribe, e o IGI indica que, apesar de melhorias incrementais e iniciativas encorajadoras, o potencial de inovação da região segue, em larga medida, inexplorado", afirma o documento.

Segundo a publicação, os brasileiros se destacam em pesquisa e desenvolvimento (P&D), tecnologias de informação e comunicação (TIC), comércio, escala de mercado e competição, trabalhadores especializados, absorção de conhecimento e criação de conhecimento, onde o Brasil aparece entre os 50 primeiros no mundo. O Índice também destaca a presença de empresas globais no país e ressalta que o Brasil é o único da região a abrigar um cluster de ciência e tecnologia de peso internacional.

A necessidade de tornar o Brasil mais inovador tem sido uma pauta constante da Associação Brasileira de Telecomunicações – Telebrasil. Um dos pontos essenciais foi incorporado às propostas da Telebrasil 2019, entregues às autoridades durante o Painel Telebrasil 2019, realizado em maio, em Brasília: a formação de capital humano qualificado para a inserção do País na sociedade do conhecimento.

O Índice Global de Inovação está na 12ª edição e se tornou uma ferramenta quantitativa detalhada que auxilia em decisões globais para estimular a atividade inovadora e impulsionar o desenvolvimento econômico e humano. O IGI classifica 129 economias com base em 80 indicadores, que vão desde as taxas de depósito de pedidos de propriedade intelectual até a criação de aplicativos para aparelhos portáteis, gastos com educação e publicações científicas e técnicas.

LEIA TAMBÉM:

31/07/2020
Febratel, Senacon e cinco Procons fazem parceria para ampliar acesso ao Consumidor.gov.br

15/06/2020
Retomada brasileira passa pelos serviços de telecom

15/06/2020
Teletrabalho é um caminho sem volta

15/06/2020
Empresas e pessoas mudaram a forma de interagir a partir da Covid-19

08/11/2019
Febratel assina acordo de cooperação técnica com CNJ e Senacon

15/08/2019
BRICS: Telecomunicações são essenciais à economia digital

12/08/2019
Telebrasil participa do 5th encontro de ministros das Comunicações dos BRICS

25/07/2019
Brasil cai duas posições no Índice Global de Inovação

25/07/2019
Brasil tem 930 mil sites de comércio eletrônico

05/02/2019
BNDES seleciona 15 pilotos de Internet das Coisas para financiamento



Painel Telebrasil 2020 - Evento Digital - 08, 15, 22 e 29 de setembro 

Soluções para o 5G serão técnicas e Ministério das Comunicações fará diálogo com operadoras

Resultados de reunião entre empresas de telecomunicações associadas à Conexis e o ministro Fabio Faria foram considerados posit ...

LEIA MAIS



Leis da desoneração do IoT e que moderniza o Fust trazem avanços para as telecomunicações

Sanção do PL 172/2020, no entanto, deixou de fora mecanismo que daria maior efetividade aos investimentos em políticas públicas ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS




Agência Telebrasil © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte