Agência Telebrasil
Expediente
Telebrasil



O SindiTelebrasil agora é Conexis Brasil Digital. Saiba mais.

Conectividade é plataforma para o desenvolvimento socioeconômico
Agência Telebrasil
15/06/2020

O presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, ressalta que o setor está cumprindo a sua missão de manter as pessoas conectadas em um período de pandemia.

A pandemia da Covid-19 veio confirmar o papel central do setor de telecomunicações para garantir o funcionamento da economia e das relações sociais como um todo. “Há praticamente três meses, desde o início da quarentena, o setor de telecom tem sido colocado à prova e  respondido de forma robusta ao aumento e à mudança do perfil do consumo”, avalia o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, evidenciando o fato de que a internet tem sido essencial para viabilizar diversas atividades da população.

As redes de telecom registraram desde março um aumento médio de tráfego de 30%, com a mudança do consumo do mercado corporativo para as residências e o crescimento do home office, educação a distância, comércio eletrônico, lazer e entretenimento. E muitos desses novos hábitos, na avaliação de Ferrari, vão ser incorporados ao dia a dia das pessoas.

Nesse novo normal, segundo o executivo, a conectividade vai ser ainda mais importante e terá papel primordial na retomada da economia no momento pós-crise. “A conectividade é a plataforma para o desenvolvimento socioeconômico”, acrescenta Ferrari, lembrando que alguns desafios importantes ainda precisam de solução.

O primeiro deles, aponta, é a questão da implantação de infraestrutura. “Instalar antenas no Brasil, mesmo tendo investimentos disponíveis para tal, não é tarefa fácil. Há no País mais de 300 leis municipais que dificultam e muitas vezes impedem a instalação dessa infraestrutura. Em muitos municípios faltam legislações mais modernas, o que impede o avanço da infraestrutura”, afirma.

Ferrari lembra que cerca de 4 mil pedidos de instalação de antenas aguardam o licenciamento pelas prefeituras. Essa dificuldade ficará ainda mais evidente com a chegada do 5G, que exigirá um número cinco a dez vezes maior de antenas. O presidente-executivo do SindiTelebrasil lista ainda como desafio a alta carga tributária brasileira, que é a maior do mundo sobre a internet fixa e móvel, segundo a UIT.

O percentual de tributos sobre os serviços de telecom atingiu 46,7% em 2019, quando foram arrecadados R$ 65 bilhões aos cofres públicos. “Vemos que a tributação não acompanhou a evolução do setor. O celular já deixou de ser um bem de luxo há muito tempo, e o setor continua pagando alíquotas equivalentes às de produtos como fumo, bebidas alcoólicas, armas e munições”, afirma. “Temos que avançar com urgência para fazer a reforma tributária de maneira a reduzir a carga incidente e permitir uma expansão ainda maior dos serviços, incluindo a população mais vulnerável”, acrescenta.

Ferrari reforça ainda a necessidade de uso efetivo dos fundos setoriais de telecomunicações em projetos que beneficiem os usuários de telecom, especialmente os mais carentes. Desde 2001, fundos como o Fust e o Fistel recolheram R$ 113 bilhões para os cofres públicos e apenas 8% dos recursos foram usados pelo Estado em projetos de telecom.

A pesquisa TIC Domicílios 2019, realizada pelo Cetic.br, mostrou que, apesar de todo o avanço feito pelo setor privado para conectar 74% da população, ainda há um contingente de pessoas sem acesso à internet. “A migração do mundo físico para o digital deixou ainda mais patente a importância do setor. Temos a missão de deixar as pessoas mais conectadas. O setor pode, deve e vai contribuir cada vez mais, mas precisamos também de suporte para assegurar a sua essencialidade”, completa Ferrari.

Assista à entrevista com o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari.

SindiTelebrasil - Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviços Móvel Celular e Pessoal
UIT- União Internacional de Telecomunicações
Fust - Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações
Fistel - Fundo de Fiscalização das Telecomunicações
Cetic.br - Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação

LEIA TAMBÉM:

17/12/2020
Leis da desoneração do IoT e que moderniza o Fust trazem avanços para as telecomunicações

15/12/2020
Entidades do setor de Telecom e TI lançam manifesto pela continuidade das políticas públicas de conectividade

08/11/2020
Operadoras oferecem roaming gratuito a usuários do Amapá em crise de energia

26/10/2020
Alta carga tributária de telecom mostra miopia em relação à conectividade, diz Ferrari

29/09/2020
Conexis Brasil Digital é a nova marca do SindiTelebrasil

15/09/2020
Telecomunicações defendem uma reforma tributária ampla e completa

10/09/2020
Distorções tributárias e desertos digitais

08/09/2020
Relator da PEC 45 diz que sistema tributário tem de ser confiável

28/08/2020
Aumentar imposto do setor de telecom é impedir a economia digital no Brasil

28/08/2020
Telecomunicações é insumo básico à economia moderna



Painel Telebrasil 2020 - Evento Digital - 08, 15, 22 e 29 de setembro 

Soluções para o 5G serão técnicas e Ministério das Comunicações fará diálogo com operadoras

Resultados de reunião entre empresas de telecomunicações associadas à Conexis e o ministro Fabio Faria foram considerados posit ...

LEIA MAIS



Leis da desoneração do IoT e que moderniza o Fust trazem avanços para as telecomunicações

Sanção do PL 172/2020, no entanto, deixou de fora mecanismo que daria maior efetividade aos investimentos em políticas públicas ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS




Agência Telebrasil © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte